Resenha: Black Mirror - 1º episódio da terceira temporada: Queda Livre (Nosedive) - Sem spoiler



1º. Episódio da terceira temporada
Queda Livre
Título Origina: Nosedive

Sinopse

Uma mulher que faz de tudo para ser aprovada e admirada nas redes sociais é convidada para um casamento luxuoso. Ela vê neste convite uma oportunidade de aumentar sua popularidade, mas nem tudo sai como ela planeja.


Minha Impressão

        Mesmo com muitas resenhas atrasadas estou viciada em filmes e séries, e Black Mirror está na minha lista de preferências. Todavia, ao invés de fazer uma crítica voltada para a terceira temporada irei falar sobre um episódio especificadamente que me impactou.
        O primeiro episódio da terceira temporada, nomeado de Nosedive e traduzido como Queda Livre, com certeza atrai sua atenção pela semelhança com o momento que estamos vivenciando ao comparar realidade e o mundo virtual. Mesmo sendo algo futurista as similaridades ultrapassam a razão e nos levam a questionar as chances que tais perspectivas têm de ser tornarem reais.
       
Não estou aqui para classificar e dizer quais são os melhores ou piores episódios da série, entretanto essa estória em si é uma critica a alienação do relacionamento de sujeitos com as redes sociais. Justamente as cenas retratam como um “espelho” a falsa felicidade que todos querem demonstrar, como por exemplo, no facebook tendo a busca por curtidas e reconhecimentos sociais o foco que ocasiona encenações grotescas de vida perfeita e plena, além da roupagem enganadora e interpretativa da personalidade, ou seja, as pessoas atuam e modificam seus temperamentos para ganhar curtidas.
        Sendo assim, as cenas da série retratam que quanto maior a sua avaliação melhor o prestígio social, então você é aceito em círculos que podem ser comparados a classes sociais. Se sua classificação for acima de quatro estrelas tem direito a estabelecimentos de luxo, conviver com ricos e através do convívio com esses aumentar sua reputação. Por fim, através de um aplicativo rapidamente você pode avaliar as pessoas que estão a sua volta. O supérfluo e a aparência é o que importa para seres absortos no seu “mundinho perfeito”, bem parecido com nossas formas de interagir virtualmente, não?!
        Por isso somos apresentados a uma mulher que busca subir suas avaliações e faz de tudo para isso. Entretanto, ao buscar incansavelmente ser “perfeita” e agradar a todos ela acaba envolvida em situações que a fazem instantaneamente despencar, indo do luxo ao lixo, tendo como fundo uma trama que demonstra como o mundo em que ela vive pode ser superficial. A mensagem que o diretor passa é forte e ao mesmo tempo reflexiva, até onde a busca por ser aceito socialmente pode mudar e transformar a identidade do ser humano? Por fim, a tecnologia pode enganar, mudar ou mesmo levar pessoas a se relacionarem por interesse em troca de uma aceitação.
        Dessa forma, não é questão de julgar ou mesmo radicalizar e não fazer uso dos novos aplicativos, mas sim entender até onde o seu comportamento pode ser alterado em busca de status. O progresso é uma ajuda positiva, porém esse usado de forma ruim pode alterar sua forma de conviver com o outro, e é isso que essa série propõe: discernimento em como essa ciência de última geração pode influenciar no seu estilo de vida.



Comente com o Facebook:

16 comentários:

  1. Oi, tudo bom?
    Esse é um dos meus episódios favoritos também, logo seguido por "San Junipero".
    É incrível como essa série traz temas tão comuns no mundo de hoje e retratam com tanta clareza, né? Um verdadeiro "tapa na cara" da sociedade, uma forma de protesto, eu diria. Amo essa série!

    ResponderExcluir
  2. Olá Verônica! Tudo bem garota?

    Eu já ouvi falar dessa série, mas nunca imaginei que o enredo fosse esse! Enredo no qual achei muito interessante e instigante pode ser usado até como crítica social nos dias em que vivemos. Deve ser aquele tipo de série que depois que assistimos ficamos o dia todo refletindo sobre né? Obrigada pela dica, e parabéns pela resenha!

    Beijos!

    www.facesemlivros.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Veronica, comecei a assistir a essa serie, mas estou a primeira temporada, essa assito aos poucos... meio tensa kkk Pelo visto nada muda e continua nos fazendo refletir. Gostei da sua critica ao episodio. Bjs

    ResponderExcluir
  4. OOi!
    Não sou de assistir séries, por falta de tempo. Porém, sempre fico babando nessas indicações. haha
    Já tinha lido algo sobre essa em alguma rede social, mas não sabia sobre o que se tratava. Gostei bastante dos tempos abordados, parece ser algo bem reflexivo.
    Ótima dica!
    Beijoos!

    ResponderExcluir
  5. Oie
    meu, esse episodio é sensacional, é um dos meu favoritos da série, tem uma critica muito grande que serve de carapuça e o desenrolar é sensacional

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Vejo essa série toeo dia no catálogo da Netflix,sou uma seriemaniaca, e no momento devo estar vendo mais de 10 series, fora as que estao em hiatus ou esperando pela próxima temporada, tenho até um app pra me ajudar a controlar, e a ho que agora terei que add de vez Black Mirror à minha listinha, obrigada pela indicação gostei muito da resenha desse episódio.
    BJBJ
    ♥♥♥ Amantes de Jane Austen ♥♥♥ | Amantes de Jane Austen no FB

    ResponderExcluir
  7. Deprimente essa foto do final, mas infelizmente retrata muito bem a realidade. É comum ver pessoas reunidas, cada uma interagindo em redes sociais pelo celular e ninguém conversando de verdade.
    Achei bem interessante o tema desse episódio, muito louco isso de fingir ser uma pessoa diferente para ganhar curtidas e ser aceito.
    Até me animou a conhecer essa série tão falada, espero que logo eu consiga incluir séries na minha rotina... Rs...

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bom?
    Esse episódio foi o primeiro que assisti da série e ele me impactou muito, exatamente por essa questão de ser tão parecido com nossa realidade, não é mesmo? As pessoas buscam popularidade nas redes sociais, fazem de tudo para parecer ter uma vida plena e na verdade se esquecem de viver. Claro que não é como no episódio né, mas, a questão é: até que ponto não será?
    Curti muito ver você falando desse episódio por aqui!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  9. Oi!

    Black Mirror é uma série muito bom mesmo né? É bizarro o quanto estamos tão próximos de tantas coisas que eles abordam. Esse episódio não é um dos meus favoritos, mas é interessante e muito bem explorado a ser reflexivo. Adorei o seu post, deu saudade de rever a serie. Hahaha.

    bjs!

    ResponderExcluir
  10. Não vi o episódio em questão, na verdade não vi nenhum episódio dá série, mas dá para perceber mesmo a crítica velada existente nele. Há muito exagero nas redes sociais, e infelizmente muita gente perdeu completamente a noção de si mesmo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Eu ainda não comecei a ver essa série, mas ela já está na minha lista a um tempinho, acontece que eu estou dando prioridades para as séries de heróis (que é minha maior paixão). Eu espero ver em breve Black Mirror, porque ela parece bem interessante, diferente e reflexiva (como você mesmo disse), por toda essa questão da personagem querer crescer e acontecer o contrário.
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Ainda não sei porque estou enrolando para ver essa série. A sua resenha sobre o primeiro episódio me deixou com gostinho de quero mais e é legal que a série trate de assuntos tão polêmicos, fazendo crítica e nos levando a reflexão sobre o nosso próprio dia a dia.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  13. Olá Verônica, tudo bem?

    Eu não conheço a série mais profundamente, não sei também muito sobre o que ela aborda, mas com o tanto de coisas que eu quero assistir na Netflix, tá complicado HAHAHAHA. Vou deixar aqui o nome anotado e talvez até o fim do ano consiga assistir ao menos alguns episódios.

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem?
    AI MISERICÓRDIA, EU AMO! ISSO É TÃO BLACK MIRROR! Só assisti a primeira temporada, mas gostei bastante! Preciso continuar logoooo! É muito viciante, sério! E adoro toda a temática dela, todas as reflexões e sua opinião me deixou louco para assistir a próxima temporada!!!!! ❤❤❤

    Beijos,
    Lu - www.justificou.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Olá.
    Achei bem legal o post, nunca tinha visto um post de resenha de série por episódios, bem legal, principalmente por não conter spoiler ahahhah, não conhecia a série, e não curti muito a premissa da série, mas vou acompanhar suas resenhas aqui, e vou ver se me interesso hahahah.
    Adorei o post, bem diferente.
    bjs

    ResponderExcluir
  16. Ainda não assisti essa série, mas já vi vários comentários positivos a respeito. Grande parte relacionada ao episódio que você tomou como base para sua resenha.

    Hoje em dia o contato tornou-se muito fácil, bem como a preocupação com o que as pessoas pensam de nós. Se anos atrás éramos publicamente julgados por nossas atitudes e lutamos para sair de rotulações... Hoje nos enfiamos de cabeça nisso com as redes sociais, mostrar para o outro que nossa vida é bela, como somos felizes... ou infelizes buscando no outro o aumento de nossa autoestima. Gostei muito de sua análise do episódio, me deixou com vontade de começar a ver logo essa série.

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir