Resenha: Escrito Sob Fogo e Sangue - A Decisão (Não tem spoiler)

Título: Escrito Sob Fogo e Sangue - A decisãoAutora: Adrieni YassineEditora: Novo Século ( Novos Talentos da Literatura Brasileira)
Sinopse
Um amor marcado por séculos de lutaESCRITO SOB FOGO E SANGUE – A DECISÃO é uma viagem no tempo, em um futuro no qual o mundo é muito diferente do que conhecemos hoje. As histórias de amor e de luta são recheadas de magia, fogo e sangue. As raças expulsas, bruxas e magos iniciam seu retorno para o planeta azul. Elas se misturam, se amam e se odeiam. Afinal, viveram com os humanos.O equilíbrio está na superação individual, as diferenças são marcadas por Kir e Destroc, os pais do redentor, aquele que unirá as forças de todas as raças.Mas esta história teve seu início há muitos séculos. O passado e o futuro se misturam no inacreditável. A esperança dos humanos, o sangue que alimenta os vampiros, o impulso animal que protege os lobisomens e a magia e o fogo que orienta os magos e bruxas.



Minhas Impressões:



        Todo resenhista já passou por duas situações complicadas na vida literária: dificuldades em resenhar um livro que tenha amado e a mesma barreira para aquela obra que odiou. Infelizmente, me encontro na segunda categoria e já enrolei muito para começar a colocar minhas impressões em palavras.
        Reconheço que somos indivíduos diferentes e como tal possuímos gostos bem aleatórios; tal realidade não é incomum na literatura. Os gêneros são um resquício que comprova essa ideia. Quando amadureci nessa área comportamental compreendi que não posso simplesmente colocar meu ponto de vista como a única afirmativa, pois as partes de uma narrativa que não me cativaram podem ser totalmente o oposto, ou seja, tal característica pode conquistar outro ledor. Vendo por esse ângulo sempre tento esclarecer o porquê de tal obra não ter me atraído, todavia tal pressuposto será impossível de ser considerado nesse livro. É impossível enumerar pontos positivos nessa obra.
        A frase que encerra o parágrafo anterior é enfática e não estou sendo radical. A sinopse e a capa da obra são bem distintas e logo seduzem, entretanto a autora se perdeu por diversas vezes na estória. Irei relacionar todas as razões desse vestígio tão desfavorável, porém faz necessário narrar um pouco à trama.
        A terra está sendo poluída e as bruxas originais que vivem em uma floresta que se encontra em outro plano precisam ajudar os homens a se livrarem dos magos que estão contribuindo para acabar com o planeta terra através da poluição. Existe uma esperança desses magos voltarem para “luz”, e para isso Lanah que é a representante da ordem do universo (ou algo parecido) designa quatro bruxas e quatro elementais para essa função. Em doze anos elas precisam conseguir com êxito cumprir essa missão. Entretanto, ao contrário do que possa imaginar a estória gira entorno de Kir (bruxa original) e Destroc (mago) que já foi do bem.
Falando especificadamente sobre esse exemplar é possível listar os problemas apresentados nesse livro. Primeiro; a autora conseguiu misturar diversas religiões dentro de um enredo muito pobre. Não sei dizer o motivo para tal abordagem, ou melhor, a razão de misturar tudo isso sem um propósito. Segundo; o exemplar inteiro possui erros de digitação, concordância, coerência e consequentemente erros gramaticais. Sempre li livros da editora e não recordo de terem desleixado em uma obra. Claro, que equívocos ocorrem, mas os erros realmente são “gritantes”. Terceiro; não compreendi quem narrava o “quê”. Em uma hora o texto estava em terceira pessoa e outros momentos na primeira, sem intercalar nada. Simplesmente do nada alterava a visão, o que ocasionava em confusão e consequentemente afetava a interpretação. Quarto; alguns personagens são citados e não aparecem, talvez, por se uma trilogia e a Adrieni querer trabalhar com essa diversidade em suas demais obras tenha optado por deixar essas brechas. Por isso, temos um monte de gente desnecessária que é mencionada, por exemplo, elementos sobrenaturais que não tem destaque, tais como: anjos, vampiros e lobisomens. E, para não me estender muito (até mesmo porque a listinha só iria crescer) o quinto obstáculo nessa obra é que a temática central, que seria o meio ambiente e a poluição, não ganha destaque algum. A escrita confunde o tempo todo e não vemos o enfoque nessa questão que seria a base para o desenvolvimento da trama.

No meio de toda essa calamidade só posso pontuar que a autora precisa de diretriz e pelo que pesquisei não tem nada que aponte a continuação da obra, uma vez que somos “contemplados” com um capítulo bônus da sequência do livro. Enfim, acho que é necessário uma organização de pensamento, o que se pretende narrar, como, quando e etc, pois da forma que se encontra é impossível apontar aspectos favoráveis. Definitivamente há uma real necessidade de tanto a editora como a escritora reverem esse romance (nem sei se esse é o gênero) do começo ao fim. Não sei se consegui explicar, entretanto ainda estou tonta de tantas voltas, intrigas e posicionamentos confusos dos personagens. 

Comente com o Facebook:

11 comentários:

  1. Olá,
    Gente que resenha desconcertante!
    Fiquei extremamente chateada que a obra tenha sido assim tão ruim e que a editora pecou na revisão da obra de forma tão tritante, sendo que também não me recordo de ter lido nada que chegasse a esse ponto.
    Uma pena que esse conjunto de pontos negativos seja encontrado em uma obra que tem a sinopse intrigante e a capa chamativa.

    https://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Não sei qual o ano da publicação do livro, mas a editora tem felizmente melhorado na revisão. Há coisas que são gosto, e há coisas que são fato. Não indicar quem está narrando, mudar a narração de primeira para terceira pessoa do nada é erro e é fato, como blogueiros, não podemos ter receio de dizer essas coisas. Ainda não conhecia o livro.

    ResponderExcluir
  3. Poxa! É triste quando nos empolgamos tanto com a sinopse e a história não consegue desenvolver! Já li alguns livros assim, con erros de digitação, inclusive.

    www.estantedami.com

    ResponderExcluir
  4. Ai, que tristeza isso! Detesto quando preciso criticar um livro duramente assim e realmente fiquei chateada ao saber que cê percebeu tantos problemas nessa obra porque, pela sinopse, havia ficado interessada nele. Como pequenos detalhes, tais como revisão e diagramação, podem acabar com uma obra... Bah. :x

    ResponderExcluir
  5. Olá! Então, fiquei na dúvida. É como você disse, cada um tem um ponto de vista diferente. A sinopse me chamou muito atenção, mas a sua resenha me deixou em dúvida para ler...É complicado quando pegamos um livro assim, é uma situação bastante complicada para o blogueiro, beijos!

    Entre Livros e Pergaminhos

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Ótima resenha, bem sincera, adoro isso em uma resenha.
    Confesso que a história já não me atraiu nem na sinopse e na capa e a sua resenha me desanimou muito. Uma coisa que super me incomoda em uma leitura são os erros, seja por uma revisão ruim ou a própria escrita mal observada. Com certeza não leria esse livro, mas como você mesmo mencionou temos gostos diferentes e outros leitores podem gostar não é mesmo?

    Beijos
    http://aventurandosenoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Nossa, que bagunça hein! Já li livros da editora muito bem revisados mas parece que todos erram né!? O livro tem uma premissa legal, é uma pena que foi desperdiçada. Adorei sua honesta resenha.

    ResponderExcluir
  8. Uma possibilidade para os grandes erros de revisão é que nesse selo, o autor paga para publicar a obra - o que talvez faça com que o livro não ganhe a mesma atenção na questão de revisão. Não que isso justifique, mas explica, principalmente se a revisão ficar por conta também de quem publica.
    Mesmo assim, tem obras lançadas recentemente que estão melhores revisadas, então isso talvez esteja corrigido em uma nova edição.
    Se bem que pela sua resenha, esse é o menor dos detalhes já que tem tanta coisa que deveria ser corrigida. Não consegui sentir nem que a ideia era bacana - quando um livro fica com muitas informações e o enredo acaba se perdendo. Uma pena, mas as vezes acontece...
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  9. A história não me atraiu muito como leitora, não sei se porque eu já não sou muito fã de enredos desse tipo. Eu achei interessante que na sua resenha você não poupou palavras para mostrar sua insatisfação com a leitura e eu gostei muito disso.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Não conhecia o livro, mas já pela sinopse não me chamou atenção.
    Pena a leitura ter sido ruim pra vocÊ.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Nossa... isso que é odiar uma obra...
    Mas não te julgo, tb odeio algumas, são terriveis de ler, impossível de acabar... algumas vezes temos que continuar... ultimamente, não me rebaixo tanto :/
    bjss

    ResponderExcluir

Google+ Followers