Resenha: Um novo dia para amar

Título: Um novo dia para amar
Autora: Célia Xavier de Camargo
Editora: Petit
Compre AQUI

Sinopse
Quem nunca ouviu da boca de uma criança histórias sobre seus amigos invisíveis ou relatos de experiências vividas em outro período na Terra? Nesta obra, Valéria, diretora de uma escola de crianças e adolescentes, nunca tinha presenciado nada incomum entre eles, quando, de repente, começam a apresentar comportamentos estranhos. Profissional comprometida com o trabalho, Valéria fica desorientada. Ao buscar ajuda, conhece o médico Maurício, que a levará a compreender que apenas conhecimentos pedagógicos e psicológicos não são suficientes para ajudar seus alunos.
Paulo Hertz, o autor espiritual, faz parte da Colônia Céu Azul e há tempos trabalha com jovens nos dois planos. Ele nos traz este romance para orientar pais, psicólogos e educadores a lidar com uma nova geração, cuja presença em nosso planeta tem o objetivo de auxiliar a humanidade em seu processo evolutivo.
Leitura indispensável para se entender esse processo de transição.




Minha Opinião



Algumas obras fazem mais sentido quando nos encontramos diante de uma situação complicada. Quando o coração está partido, a alma doente e o corpo aflito as palavras tocam no âmago derramando o remédio da cura.
O porquê dessa explicação esta ligado a fato da religiosidade. Essa obra segue a doutrina kardecista, e mesmo com uma estória paralela o maior foco se encontra na religião. Por isso se eu lesse tal obra em outra situação, sua mensagem não seria tão bem recebida, entretanto como estava passando por sérios problemas emocionais, os ensinamentos foram recebidos com louvor.
Embora já tenha lido livros nesse estilo literário, esse foi um pouco diferente. Como ressaltado no paragrafo anterior, o autor foca mais em explicar o que ocorre no mundo espiritual, e mesmo não me encaixando em doutrinas cristãs (independente da fé) o bálsamo contido nas palavras aliviaram minha aflição. Em determinados momentos, achei que algumas situações na vida da protagonista, Valéria, ocorriam muito rápido, não acompanhando atitudes cotidianas, porém compreendi a intenção da autora. A mesma baseou-se em ações diárias de pessoas “normais” para explicar em como a fé pode ser a essência que carrega as respostas paras as súplicas.
Não cabe a mim convence-lo do conteúdo, e como ressaltado, alguns fatos se desencadeiam em uma velocidade impactante, como o romance contido na obra. Isso ocorre porque o objetivo do autor foi promover o bem estar do leitor, onde suas frases tem o sentido de afagar, os parágrafos são carícias e os pontos veem recheados de amor. Por isso não coloquei nenhum tipo de resumo de como ocorre à narrativa, pois todos os problemas apresentados tem a pretensão de demonstrar que toda adversidade vem acompanhada de solução. Para isso bastar repousarmos, termos pensamento positivos e nos apegarmos à crença do que acreditamos, ou seja, fazer o bem não importa as circunstâncias, independente do “inimigo”.


 Livro cedido em parceria com a Petit Editora


Comente com o Facebook:

27 comentários:

  1. Olá, eu ainda não li nada da editora, mas tenho muita vontade de conferir, especialmente por conta das mensagens e do gênero ao qual não leio com muita frequência. Eu não conhecia esse título, mas adorei poder ler seus comentários a respeito. Fiquei curiosa pelas lições e pelo desenvolvimento. Obrigada pela dica.
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bom?
    Não costumo ler livros espíritas mas respeito muito este tipo de literatura. Esse tipo de livro, quando lido no momento certo, como foi o seu caso, nos trazem muito conforto. Lembro que passei por situação semelhante, quando perdi me avô e me deparei com o livro Violetas na Janela, e ele me deu a mesma sensação de conforto que esta leitura te deu. Gostei de saber que este livro tem mais enfoque em explicações sobre o mundo espiritual. Sugestão anotada.


    Beijos!
    @PollyanaCampos
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  3. Oi!

    Assim que olhei a capa, já imaginei o que seria. Haha. Eu sou ateia e esses livros com essas temáticas mais espirituosas e religiosas não me atraem. É uma leitura que eu com certeza ficaria irritada, pois sempre olho para o lado psicológico e cético da vida/história. De qualquer forma, é uma boa leitura para quem crê em algo parecido e busca um romance assim. Muito legal isso do autor buscar sempre uma maneira mais ''carinhosa''.

    Parabéns pela resenha! =)

    ResponderExcluir
  4. A sua resenha está excelente, como sempre. Mesmo sabendo o quanto você desfrutou da leitura da obra eu, infelizmente, não me sinto atraída para a leitura. Não curto o gênero e não me sinto interessada em procurar ler. Acho que pode ser um livro maravilhoso para quem gosta e com certeza deve ter lindas mensagens, mas que seu eu fosse ler, não saberia enxergar a beleza delas.

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    A premissa do livro não conseguiu despertar minha curiosidade, acredito que pelo fato que você citou: eu não estou em um momento apropriado para tal leitura.
    Fico muito feliz que as páginas tenham te trazido refrigério em um momento complicado de sua vida e espero que ele seja superado logo.

    https://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Sou espírita kardecista e adoro os livros da Petit, e meus preferidos são os que têm a presença do mundo espiritual na narrativa, acho muito legal acompanhar os acontecimentos por essa ótica. Fico feliz que tenha lido o livro no momento certo, que as palavras te atingiram e aliviaram sua aflição. Quero muito ler esta obra, que parece passar boas mensagens como normalmente fazem os livros do gênero.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ju!!! Muito legal, não me vejo sendo rotulada por religião e tenho receio e medo do mundo espiritual, entretanto essa é uma das poucas religiões que consigo me identificar com suas bases. Beijos!!

      Excluir
  7. Oie!
    É bom saber dos seus comentários sobre o livro. Não seria algo que eu pegaria para ler, mas é muito bom saber que você aproveitou e curtiu a leitura.
    Beijos, Lari.

    ResponderExcluir
  8. Oi. Fiquei com algumas dúvidas. Esse é um livro espírita? Li poucas coisas sobre a temática, mas embora siga outra religião acho muito interessante o modo de pensar. Amei a sinopse é suas considerações. Quem sabe um dia não leio?

    ResponderExcluir
  9. oi, não conhecia o livro, mas pela sua resenha me pareceu bem inspirador. Foi até bom vocÊ não falar da narrativa, assim quando formos ler, nos surpreenderemos. Eu raramento leio livros assim, mas sua resenha me fez querer repensar e talvez pôr ele na minha lista de leituras. Uma boa resenha! Parabens.

    http://porredelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oi,tudo bem? Eu não sigo nenhuma religião em específica mais entre as doutrinas que conheço a Kardecista é as que mais se aproximam das minhas crenças. E acho engraçado que as vezes em um momento de dor a palavra certa vem....isso me faz recordar de experiências próprias que tive.
    Acho que esse também seria um excelente livro para o momento que estou passando e vou procurar saber mais dele.
    Bj

    ResponderExcluir
  11. Olá!! :)

    Eu não conhecia o livro e confesso que não gosto muito de ler esses livros mais espiritas... Não sei bem porque, a leitura não flui! :) ahah

    Ainda bem que gostaste e compreendo que se adeque mais em certos momentos... So senti necessidade de saber um pouco mais sobre o livro :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Eu não sigo nenhuma religião e também não sei como funcionam algumas doutrinas, como a que você mencionou na resenha. Acredito que deve ser mesmo uma boa leitura para aqueles que se encontram perdidos ou em algumas situações complicadas, e é claro que isso deve depender de como a pessoa é.
    Esse tipo de leitura não me agrada, mas para aqueles que gostam com certeza deve ser uma ótima recomendação, já que as palavras da autor reconfortam os leitores.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  13. Olá,
    Nunca li um livro com temática espirita, acho que por não ser uma doutrina que simpatizo muito seja uma das barreiras.
    Pode ser que algum livro me agrade, mas acredito que não seja esse. Apesar de você ressalta que algumas partes são um balsamo. A velocidade com que as coisas acontecem não me agradam. Estou em uma fase que os livros estão mais lento, as narrativas demoram mais para deslanchar.

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Sempre tive curiosidade de ler livros espíritas porque eu acredito em muita coisa relacionada, mas sempre fico com o pé atrás com livros baseados em doutrinas religiosas em geral, acho eles muito cansativos e previsíveis. Quem sabe um dia eu encare essa experiência, obrigada pela dica!
    Beijos, Luana

    ResponderExcluir
  15. Oi!
    Eu não curto nada o gênero e por ser atéia, essa obra não me desperta nenhum interesse.
    Mas sei que muita gente tem uma religião como algo muito importante para a vida ou que ajudou em momentos difíceis, sei que muita gente pode gostar da leitura.
    Mas dessa vez passo a dica.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Acredito muito em coisas espiritas, mas nunca li nada sobre isso, e esse livro parece ser uma boa indicação para eu começar nesse gênero e me aprofundar mais no assunto que eu gosto tanto, ainda mais por ser trabalhado com crianças.

    ResponderExcluir
  17. Olá...
    Primeiramente queria dizer que fiquei impressionada com a quantidade de comentários de leitores que não seguem religião alguma... Chega a ser triste :(
    Eu sou Católica e acho importante seguirmos alguma religião, seja ela qual for.
    Sobre o livro, não fiquei muito interessada, pois, não gosto de misturar literatura com minhas crenças religiosas, portanto, não realizo leituras assim.

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Sua resenha está maravilhosa e pra quem gosta desse estilo de livro parece ser uma ótima história. Mas não gosto de livros espíritas pois ela vai contra a tudo que acredito. Então não leria.
    Mas é uma ótima dica para quem não tem problema com o gênero.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  19. Olá!!

    Nossa, que resenha mais linda e tocante. Mesmo não estando passando por um momento difícil, acho que senti muito do que o livro te transmitiu. Eu não conhecia a editora, mas achei bem interessante esse livro. Adoro encontar livros que traz tantos bens ao leitor. Aguardarei esse nome, obrigada!

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9¾

    ResponderExcluir
  20. Olá!!
    Já li alguns livros com esse tema e gosto bastante,quero ler mais livros assim e adorei essa dica de leitura e principalmente pra saber o que acontece com as crianças e o que Valéria vai fazer pra ajudar seus alunos :)

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2016/09/resenha-pecados-no-inverno-lisa-kleypas.html

    ResponderExcluir
  21. Olá amore,
    Simplesmente adoro livros espíritas e adoro a Editora Petit. Não conhecia esse livro ainda
    Tão bom quando um livro vem de encontro as nossas situações e problemas... preciso ler esse livro, estou com várias adversidades ... espero que venham em breve as soluções...
    Beijokas
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  22. Oii,
    Eu nunca li nenhum livro espirita, mas minha família adora por uma parte delas seguirem a religião, vou indicar para eles. Sua resenha esta ótima!

    Abraços!
    http://lendocomobiel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Olá!
    Meu coração se encheu de alegria quando li que o livro te ajudou em um momento difícil. É sempre bom quando recebemos esse bálsamo, não é?
    Ainda não li esse livro, mas todos os outros que li da autora foram totalmente interessantes e envolventes e me trouxeram um ótimo ensinamento. Achei legal o livro mostrar que toda a adversidade vem com uma solução.
    Dica anotada.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  24. Oie Tudo bem?
    Eu não sou muito fã do gênero não leio este tipo de livro acho que é uma das poucas leituras que eu não faço acho que por não gostar de livros que envolvam espiritualidade ou religião mais enfim amei saber das suas impressões e que legal que você gostou.
    Bju Mary Reis

    ResponderExcluir
  25. Olá,

    Não gosto de livros religiosos, pois não fazem o meu estilo e os poucos que li não curti. Acredito que para quem goste do gênero será uma boa leitura. Como não é do meu agrado, deixo a dica passar :)

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir

Google+ Followers