Resenha: A Filha do Norte - Livro 1



Título: A filha do norte - Livro 1
Autora: Luisa Soresini
Editora: Novo Século ( Talentos da literatura Brasileira)

Sinopse
Tudo começa quando Michelle e Meredith saem para ver as flores. Uma tempestade faz com que a bruxa perca Michelle de vista. A menina, desnorteada, sai em busca de ajuda e avista uma mansão enorme e antiga. Pensando que não mora ninguém na casa, Michelle entra no local para se abrigar e é surpreendida ao ser recebida por uma governanta tão sinistra quanto a casa, que a deixa com medo. Seu instinto lhe diz que há algo de errado, mas essa sensação passa quando entra na casa e se depara com um ambiente completamente diferente daquela fachada macabra que vira. O interior da mansão é maravilhoso, bonito e sofisticado, assim como os seus donos: os irmãos Vergamini.O que Michelle não imagina é que às vezes é necessário ouvir nossos instintos. Ela está em perigo e talvez nem suas amigas, Elza e Meredith, as bruxas do Leste e do Sul, consigam salvá-la.



Minha Opinião:


               Para iniciar essa resenha é necessário explicar o porquê de ter começado essa leitura. Uma amiga fez a leitura desse livro e amou, o que não faltou foram elogios dos mais diversos e coincidentemente o livro estava em promoção em uma livraria virtual, então minha ação foi rápida: comprei a obra.
            Creio que de todos os livros que li até hoje apenas um classifiquei como insatisfatório, procuro sempre tentar encontrar uma razão pela qual não me identifiquei com o exemplar em questão e com esse não foi diferente. O primeiro diferencial desse volume é o fato do mesmo não ser dividido em capítulos, as separações são através do símbolo de três estrelas de oito pontas (octograma), outra alteração consiste que todas essas “divisões” são narradas por todos os personagens, algo bem singular já que não recordo de ter lido um livro com essa característica. A linguagem do livro é bem simples, os personagens infantis e as atitudes primárias o que de tudo não é ruim, pois embora o mesmo esteja classificado como ficção ele é voltado para um público infanto-juvenil.
            Os irmãos Vergamini foram amaldiçoados por duas bruxas, pois os mesmos não cultivavam sentimentos bons com aqueles que os cercavam, sendo transformados em vários tipos de monstros.  Michelle chega à vila de Malfadi e logo vai viver com uma senhora bondosa, Elza, e com uma criança encantadora (Meredith). Nesse meio tempo, por circunstâncias do destino ela se perde e vai parar na mansão isolada dos irmãos Vergamini, e conforme o tempo passa vai conquistando pouco a pouco os irmãos e despertando o lado humano dos mesmos. A partir desse momento a estória começa a florescer, sendo acrescentado nas narrativas o imaginário de um jeito bem afetuoso, mostrando que o amor é capaz de dar “uma segunda chance”.
            Depois dessa breve introdução é possível compreender a empolgação da minha amiga, afinal o livro foi feito realmente para um público mais jovem, com protagonistas mais suaves e com uma estória mais meiga. O que quero retratar é que todo o enredo é delicado, todavia não é algo que me fez devorar as páginas, pois não foi escrito para mim. Como pedagoga com certeza indicaria aos professores a usarem como um incentivo para a leitura, principalmente para as séries iniciais do segundo segmento do ensino fundamental, tenho certeza que esses alunos iriam amar e se identificar com todos os pontos da obra. Contudo não indicaria para sujeitos mais maduros, cujo o ponto de vista tende a ser mais critico, sendo uma constante sua reflexão e que já possua o hábito de ler. Não quero de forma alguma dizer que a obra é mediana, todavia ela é destinada para um grupo e se você não se encaixa nesse determinado perfil não vai conseguir fazer uma leitura prazerosa. Espero ter conseguido passar todo o meu ponto de vista sem prejudicar de forma alguma o exemplar, e quem sabe a sequência seja mais notória e consiga atingir indivíduos de todas as faixas etárias.
              



Comente com o Facebook:

12 comentários:

  1. Já li várias resenhas sobre esse livro, e a maioria é muito positiva, o que me deixa ainda mais motivada a fazer essa leitura. É um genero que eu curto bastante e é claro que esse título já está na minha lista de desejados faz um tempinho. Bom, sobre sua resenha eu compreendi bem e confesso que o fato de não haver divisão de capítulos também me desanima muito e eu já tinha lido mesmo sobre isso.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Oi, eu já li várias resenhas sobre esse livro, e a maioria é positiva, então eu já tenho esse livro na minha lista de desejados faz um tempinho. Eu ja tinha lido sobre não haver divisão de capítulos e confesso que esse fato me desanima bastante.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  3. Achei a forma como o livro é comentado, bem diferente. Esta forma de dividir os capítulos e todos os personagens possuírem voz, me deixaria um pouco confusa. Mas a capa deste livro já me ganhou, então, quero conferir do mesmo jeito.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Pela sua resenha eu percebi o porque se você não ter amado o livro que nem a sua amiga. É realmente voltado para um público mais jovem, quiçá para aqueles que estão começando a fazer leituras agora. Indicaria, por exemplo, para minha irmã de 14 anos, mas não leria.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem?
    Eu gostei muito da sua resenha, achei ela bem direta e objetiva. Eu também não gosto de classificar as minhas leituras como insatisfatórias com base no que eu achei, eu levo em consideração o público para o qual foi escrito, o gênero e a composição do enredo. Eu gosto de ler livros infanto-juvenis, mas não me interessei pelo livro em questão. Compreendo bem porque a experiência de leitura não foi agradável para você e gostei da forma como você destacou isso na sua resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Não me recordo de ter lido outras resenhas dessa obra, mas confesso que não fiquei curiosa com a leitura. Não gostaria de ler o livro e me deparar com personagens infantis. Sei que isso é uma característica do livro e é para atingir o público para o qual foi escrito, mas não me agrada - e olha que gosto de ler livros jovens.
    Claro que, apesar de o livro não me agradar, isso não quer dizer que o livro é ruim. Vou deixar o nome anotado e comprar para uma prima que é bem mais nova que eu.
    Parabéns pela sinceridade.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  7. Parabéns por ter feito uma resenha sincera sem desmerecer o trabalho do autor ou da editora. Pela sinopse esperaria um suspense, não algo mais infantil. Não estou muito interessada em ler, mas é sempre bom ter opções de livros para crianças, ainda mais sendo um livro nacional. Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  8. Preciso dizer que morro de agonia quando os livros não são divididos em capítulos... quando as pessoas tentam inovar quanto a isso normalmente me fazem ter uma experiência pior, porque sinto que a história nunca vai terminar. Acho que estranharia muito essas divisões serem narradas por todos os personagens, seria melhor se eles revezassem de tempos em tempos a narrativa, do jeito que estamos acostumados. Não acho que eu faça parte do público desse livro, e prefiro não me arriscar na leitura.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  9. Li outras resenhas desse livro que foram muito positivas, no entanto nunca me despertou muito o interesse. Talvez seja exatamente pelo motivo que você falou, essas pessoas se encaixaram no perfil do livro. Achei muito bom você elucidar seus motivos e não simplesmente criticar a obra, isso me fez amar sua resenha.

    Beijos,
    Mariana Baptista
    umavidaporlivro.wordpress.com

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bom?
    Bem, é chato quando isso acontece né? Pegar um livro super elogiado e ver após a leitura que este não condiz mais com sua faixa etária. Gostei muito da sua resenha e da franqueza com a qual falou da obra e a analisou. Uma coisa que me incomodaria muito na leitura é essa divisão que não é feita em capítulos. Enfim! Passo a leitura por não ser algo que não combina com meu estilo de leitura. Parabéns pela resenha!

    Beijos!
    @PollyanaCampos
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  11. Oiê!!
    Muito boa resenha! Só porque o livro não é tão interessante para pessoas adultas, não significa que seja ruim. Adorei esses apontamentos! Já lera uma resenha e todo um projeto de apresentação dessa obra em outro blog e não me interessei muito pela história, apesar de saber que a Andrea de dez anos atrás adoraria....
    Bora colocar essas crianças para ler! kkkkkk
    Bjss

    http://olhoscastanhostambemtemoseufascinio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Não conhecia o livro, essa é a primeira resenha que leio sobre ele.
    Uma vez resenhei cidades de papel, e parece que eu fui a única pessoa no mundo que não gostou daquele livro, mas do mesmo jeito me senti na obrigação de ser sincera.
    Eu já percebi que não sirvo para ler esse livro, gosto de coisas pesadas e atitudes infantis me irritam, hahah.
    Bela resenha, beijos!
    @Laymach_

    ResponderExcluir

Google+ Followers