Resenha: Trocada


         Título: Trocada

Autora: Amanda Hocking
       Editora: Rocco Jovens Leitores

Livro - Trocada: E se Tudo na sua Vida Fosse uma Mentira? - Um Romance da Série Trylle
Wendy Everly não teve uma vida fácil. Seu pai morreu quando ela tinha cinco anos e sua mãe tentou matá-la durante sua festa de aniversário de seis anos. Criada pelo irmão mais velho e por uma tia, ela não se enquadrou em lugar algum: sempre teve dificuldades para fazer amigos e, dona de um gênio intempestivo, passou por algumas escolas e cidades, nunca realmente se adequando ao mundo à sua volta, sentindo que algo está faltando sem saber o quê. Mas quando Finn Holmes, um bonito e misterioso jovem, entra na vida da adolescente, Wendy descobre que seu lugar não é entre humanos ela é uma troll da tribo Trylle, uma princesa criada longe de sua verdadeira família em Trocada, primeiro livro da trilogia Trylle, bestseller de Amanda Hocking, autora que já vendeu mais de um milhão de livros no mundo inteiro e que a Rocco publica no Brasil.



Mal-humorada, baixinha, cabelos que teimam em ficar desarrumados, aos 17 anos Wendy não lembra em nada o irmão mais velho, Matt, ou a mãe, Kim, que está internada em um sanatório pela tentativa de assassinato da filha. Criada pela tia, Maggie, a adolescente tem rompantes de raiva e já foi expulsa de diversas escolas, o que levou a família a se mudar de cidadezinha em cidadezinha nos Estados Unidos. Apesar da certeza de ser amada por Matt e Maggie, a jovem não consegue esquecer as palavras de Kim, que a acusou de não ser sua filha e de ter tomando o lugar do menino que ela esperava. De alguma forma, Wendy sente que não pertence a lugar algum, embora não consiga entender a origem de sua insatisfação.

As dúvidas da menina aumentam à medida que ela se aproxima de Finn, o único que parece perceber a inquietação de Wendy. Mas ele também não é um jovem comum: Finn é um rastreador, um troll à procura de changelings, crianças trolls trocadas secretamente por humanas durante o nascimento e levadas de volta para casa quando estão prestes a alcançar a idade adulta. E Wendy é uma changeling especial, a filha da rainha Elora de Förening, a bela capital dos Trylle, à margem do Rio Misssouri, em Minnesota é um mundo mágico que espera ansioso o retorno de sua princesa.

Incrédula quanto à sua origem, Wendy acaba aceitando a verdade quando Finn descobre que ela tem o poder da persuasão, o dom de controlar a mente de outras pessoas e que é uma característica de alguns membros de sua espécie. Aos poucos, ela vai percebendo que vários traços de sua personalidade, como o mau humor e a impaciência, e alguns hábitos, como não gostar de comer alimentos processados, são típicos dos trolls.

Mas conhecer suas origens e deixar Matt e Maggie em definitivo não significa que Wendy encontre paz de espírito. Elora está longe de ser a mãe amorosa com quem ela sonhava e a jovem sofre com o rígido código de conduta da corte de Förening. Para piorar a situação, Finn faz de tudo para se afastar da adolescente, que fica chocada com a ganância de seu povo e é reprimida ao se aproximar dos mänskligs, os humanos trocados pelos bebês trolls. Isso sem falar nos Vittra, a tribo rival disposta a derrubar os Trylle e tomar Förening, destruindo tudo e todos no caminho... inclusive Wendy, em uma trama que faz jus ao sucesso mundial de Trocada.

Opinião:

Amanda Hocking conseguiu se superar ao criar um mundo só seu e compartilhar com os leitores. O livro trocada nos mostra um leque de possibilidades quando se tem na escrita um companheiro que narra em palavras pensamentos e emoções.
Confesso que os primeiros capítulos do livro não é cativante, a leitura é arrastada e a personagem principal, Wendy, parece mimada e arrogante. E, como sempre não é muito diferente de algumas outras narrativas onde a mocinha é sem graça, não se encaixa em nenhum lugar, se acha feia e blá, blá, blá….
Ah, antes de começarmos é necessário explicar alguns pontos do livro, cujo a compreensão se faz essencial para o bom desempenho e compreensão da leitura. Wendy foi trocada propositalmente quando nasceu, isso faz parte do ritual dos trolls, na verdade a mesma é filha de uma rainha cujo o temperamento não se diferencia muito de sua mãe adotiva. Então ela é uma changeling, que nada mais é que uma criança que foi trocada secretamente por outra. Por falar em mãe adotiva essa tentou assassinar Wendy quando criança por acreditar que ela não era sua filha biológica, até mesmo porque a mesma estava grávida de um menino e não de uma menina. Após essa atitude ela foi internada em um hospício. Pronto, contei a primeira parte.
O “novo mundo” de Wendy é composto por trolls, mas calma independente de se pensar em monstros da caverna, no livro essa é a palavra é usada para se referir a tribo deles. Como uma grande parte imagina que trolls é um ogro ou algo do tipo eles preferem ser chamados de trylle. Porém não acaba por aí, esse povo tem outros integrantes, tais como rastreadores (uma classe inferior de trylle) e manskling (humanos, crianças que foram trocadas pelos trylles) e tudo isso fica em Minnsesota. Espero que estejam conseguindo entender!




Cada trulle tem um dom, Wendy tem a persuasão como principal característica e a mesma se desenvolve antes do tempo esperado. Acho agora dá para seguir com a narrativa. Então, vamos lá!
Wendy conhece Finn na escola, a mesma não se encaixa em nenhum local e se sente fortemente atraída por esse rapaz. Na verdade ele é um rastreador é está ali para levá-la de volta para seu reino, sendo que o mesmo não pode corresponder aos sentimentos dela por ser considerada de uma classe inferior de trylle. Quando a mesma é atacada de forma sorrateira pela tribo rival sente-se coagida a fugir para conseguir proteção em seu reino. O que cá entre nós achei meio desonesto, pois sua tia e seu irmão (adotivo) sempre a trataram com muito amor e carinho. Sendo que ela foge sem nem ao menos dá uma satisfação, enfim... Seu reino não é diferente de uma casa, com luxo, riqueza e súditos.
Outra parte que achei desonesto foi a explicação da rainha Elora do por que ainda existir a prática dos chageling, podem ver a explicação em anexo. Vale ressaltar que a rainha tem o dom da precognição, ela pinta o futuro.




Agora sim, depois de toda essa narrativa o livro começa a ficar muito interessante, ao ponto deixar acordada a noite, pois as tramas, curiosidades e segredos despertam o interesse em saber mais das intrigas. Como dito anteriormente, a autora conseguiu desenvolver uma expectativa nos leitores, pois seu enredo é sigiloso e os segredos vão surgindo a medida que se vai avançando na leitura.
            Não quero que minha opinião influencie em sua forma de pensar, afinal, um livro é como uma música: cada um tem seu estilo. No entanto, vale ressaltar que curti, claro, isso depois do começo delongado. 




Comente com o Facebook:

7 comentários:

  1. Uau, esse livro me pareceu muito bom. Nunca li nada da autora, mas por ser um livro com uma fantasia mais leve, acho que iria ler sem problemas.Fico pensando como deve ter sido para Wendy a mãe tentar mata-la.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  2. A premissa me lemrou muito da série Fadas, não sei se já leu. A fada troca de lugar com um humano quando nasce. Depois descobre suas origens, etc. É uma premissa que eu adoro e ainda mais sendo trolls e não seres comuns que geralmente os escritores escolhem. A personagem ter personalidade forte tb me animaram. Nunca imaginei que esse livro tinha essa temática (não costumo ler sinopse, vou pela capa kk). Já entrou pra minha lista de 2016!
    Beijão, Mari Scotti

    ResponderExcluir
  3. Oiee..
    Apesar de estar dando um tempo desse tipo de fantasia, eu achei a premissa interessante, as vezes acontece isso cmg também, demoro um pouco para pegar o ritmo da escrita do autor ficando entendida logo no inicio, mas não desisto e geralmente a leitura engata..
    O problema disso é que desanima né..
    Ótima resenha..
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá, adorei a premissa desse livro, parece um mundo totalmente novo e isso me atraia em livros de fantasia, pois não fica mais do mesmo.
    Com certeza se tiver uma oportunidade vou ler, já está na minha lista infinita <3
    Beijos grande.

    Giuliana

    ResponderExcluir
  5. Oi Verônica!
    Eu já li essa trilogia e gostei muito dessa trama. Realmente, o primeiro livro deixa a desejar, mas posso dizer que o segundo e o terceiro são os melhores. Você vai gostar muito quando aparecer um novo personagem, que vai dar uma graça especial a trama.
    bjs!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    Eu conhecia esse livro, mas não sabia muito sobre a historia. Eu gostei da premissa, principalmente por envolver trolls (o que adoro).
    Vou anotar a dica e quando ler espero que essa primeira parte eu não ache chata, mas que bom que depois a narrativa melhorou.

    Beijos
    Leitora Sempre

    ResponderExcluir
  7. Eu estou doida para ler essa serie, e agora fiquei com um gosto de quero mais, sua resenha ficou otima

    ResponderExcluir

Google+ Followers